Skip to content

Os impostos da alfândega

Rate this post

impostos

Os impostos da alfândega

Você pensa em importar algum produto do exterior, não é mesmo? Mas será que você conhece os impostos da alfândega? Existem muitas técnicas para evitar ser taxado, mas se caso acontecer de o seu produto ser, confira como funciona.

Acontece que impostos da alfândega existem porque qualquer produto pode ser taxado. Aqueles pacotes que são enviados por pessoa física, como GIFT e com o preço abaixo de U$ 50, já foram usados como técnicas para burlar a alfândega. Mas até isso hoje já está sendo barrado em alguns casos.

Basicamente, a Receita Federal poderá taxar o seu produto em até 60% do valor total dele. Parece muito, não é? Mas acredite, em alguns casos ainda assim fica muito mais vantajoso importar.

Tudo dependerá da conta que você fizer. Compare os preços! Torça para o seu produto não ser taxado, mas antes de fazer a compra já considere como se ele fosse sofrer com taxas e impostos. Dessa forma, se for você não vai passar por nenhuma surpresa desagradável.

Os impostos da alfândega: acompanhe o preparamos para você

Além desse valor de 60%, ainda poderá ser cobrado o ICMS. Esse imposto possuí uma alíquota variável para cada estado. Então a sua porcentagem dependerá do seu estado de origem. Para você ter uma noção, essa alíquota pode variar entre 7% a 25%.

Muitas pessoas não sabem como vão verificar esses impostos da alfândega. Mas não será nada difícil. Pois ao invés de você receber o seu produto em casa, vai receber a notificação com o valor de toda a taxa e dos impostos se for o caso.

Quer aprender de uma vez por todas todos os segredos das importações? Conheça o  Projeto Importador Profissional 

Esse valor só poderá ser pago em dinheiro e se você não pagar, nunca irá conseguir retirar o seu produto que foi importado. Em alguns casos a taxa é exorbitante demais e dessa forma dá para contestar o valor para que um outro calculo seja feito em cima do valor total da compra.

Não importa se é a primeira vez que você compra. Eles não taxam a PESSOA, taxam o pacote. Então não acredite que pessoas que garantem fórmulas mágicas para importar produtos para você. A alfândega não tem interesse em saber para quem é esse pacote e sim se deve ser taxado ou não.

Hoje nós já sabemos, que os produtos importados tem sofrido com a taxação em um número muito maior do que a alguns anos atrás. Acontece que mais pessoas começaram a importar e a alfândega não é tão ingenua assim não é mesmo?

Algumas técnicas podem ser usadas para tentar minimizar as chances do seu pacote ser taxado, como por exemplo:

  • Comprar produtos abaixo de U$ 50;
  • Verificar o tipo de embalagem que o vendedor usa para enviar o produto. Quanto mais simples melhor. De preferências as embalagens que são a vácuo;
  • Não comprar produtos muito pesados. Cerca de 10Lbs já é considerado pesado, então evite isso para não ser taxado;
  • Comprar um produto de cada vez. Não se deixe tomar pela vontade de sair comprando tudo que vê pela frente. Faça uma compra em um dia e depois de uma folguinha para comprar outro produto

Os impostos da alfândega: considerações finais

Não fique preso nessa ideia de que ser taxado é algo tão ruim assim. Ruim mesmo é ter que pagar por preços absurdos nas lojas em todo o Brasil. Pois todas essas taxas e mais a necessidade de gerar lucros, são repassadas para nós consumidores finais.

Os impostos da alfândega podem não agradar todo mundo. Mas com certeza ainda assim podem ser muito mais viáveis do que pagar altos preços. Comece com a compra de algum produto mais simples e veja como tudo vai acontecer. Clique aqui para saber mais sobre importação

 

 

Published inImportar Da China